Oleaginosas - O poder que vem das castanhas

Atualizado: 25 de mai. de 2021


As oleaginosas são sementes carnosas comestíveis revestidas por uma casca dura. As principais oleaginosas consumidas são: castanhas, nozes, amêndoas e avelãs.


São boas fontes de ácidos graxos insaturados (como o ômega-9) que são associados a uma redução no LDL-colesterol, pois ele é perigoso quando em excesso. Nas oleaginosas também encontramos proteínas, fibras, vitaminas - principalmente a E - e antioxidantes.


Ainda, elas são boas fontes de minerais, como selênio, magnésio, manganês e cobre, além de ferro, zinco e potássio.


As oleaginosas devem ser consumidas de 2 a 4 porções por dia (na foto abaixo mostramos as quantidades aproximadas de uma porção) e deve-se preferir incluí-las em preparações como saladas e cereais matinais, entretanto procure evitar consumir na forma de petisco.


E o amendoim?!

Bom, ele parece, mas não é!! Ele na verdade é uma leguminosa (lá da turma do feijão), mas por conta do seu conteúdo lipídico - as gorduras - é considerada uma oleaginosa.

Tipos de castanhas e sua porções

O amendoim tem alto valor nutritivo, é rico em energia e proteína e é fonte de aminoácidos essenciais. Mas ele tem um probleminha sério. Pode existir nele uma toxina chamada aflatoxina que é m


uito preocupante para a saúde humana (e também animal).


Logo o indicado é consumir amendoim de procedência - com o selo pró-amendoim da ABICAB, já que essa associação monitora essa toxina periodicamente nos produtos susceptíveis a esse fungo.


Abraço

Nutri Fer Scaravelli

CRN-3 66249/P


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo